domingo, 7 de setembro de 2008

Sonho ou pesadelo?

Sonho? Foi num sonho
Em que tudo parecia magia como
Se o fogo pudesse derreter o vento,
Sonho em que a água ardia sem
Conseguir derreter o gelo,
Sonho em que o universo nos pertencesse
Em que o Eclipse se formasse
No momento inesperado,
Em que os planetas desenvolvessem
A capacidade de imaginar.
Sonho em que as estrelas
Formavam-se em cristais,
Em que os nossos olhos brilhassem
Como água cristalina,
Em que a lua brilhasse
Iluminando os nossos corpos.
Sonho em que nós nos amámos
E que nada consiga acabar com esta felicidade!
Pesadelo? Foi apenas um pesadelo
Em que o sonho mais belo
Que uma pessoa possa imaginar,
Não ter acontecido na realidade,
Pesadelo, em que vivemos
O impossível, em que dois corações
Não se formam num só.



Jaqueline Silva, O Elias, n.º 7

1 comentário:

ISA disse...

Sonhos e pesadelos são o pão de cada dia, nos tempos que correm.
Parabéns por este maravelhoso poema.
Isabel Moreira