segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Como são suaves

Como são suaves
as linhas do teu rosto,
o teu sorriso
acolhedor;
neles, a dor
é um risco incolor,
uma transparência:
o amor,
por excelência,
no seu máximo esplendor!



Toninho, Inédito

1 comentário:

ISA disse...

Parabéns!
jinhos
Isa