segunda-feira, 8 de setembro de 2008

As borboletas

Borboletas as tuas mãos
as nossas mãos entrelaçadas,
com os olhos azuis das borboletas,
a palpitar na impossibilidade,
dos olhos nas mãos
e as borboletas nos olhos.
Borboletas, olhos e mãos,
Esvoaçando em redor
De um sol verde.
Nas minhas mãos os olhos.
Nos teus olhos as borboletas,
Reflectindo o azul das estrelas.



Vítor Ferreira, Literatura Actual de Almada

1 comentário:

ISA disse...

Lindo. Simplesmente lindo.
Jinhos
da
miginha
Isa